(Português) X Encontro da Pós-Graduação reuniu profissionais de diversas áreas para discutir pesquisa científica no Brasil

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O X Encontro da Pós-Graduação ocorreu no dia 22 de maio de 2019. O tema definido foi Ciência, Pós-Graduação e Financiamento de Pesquisa e reuniu profissionais de diversas áreas, incluindo comunicação, consultoria e psicologia. A comissão organizadora buscou diversificar os assuntos e discutir, desde a importância da divulgação científica, até meios alternativos de se buscar financiamento.

A jornada começou com a cerimônia de abertura. Além da presença do Pró-Reitor de Pós-Graduação Prof. Dr. Carlos Gilberto Carlotti Júnior, estavam também o Diretor Prof. Dr. Rodney Garcia Rocha; o Presidente da FFO, Prof. Dr. Atlas Edson Moleros Nakamae; o Presidente da Comissão de Pós-Graduação Prof. Dr. Fábio Daumas Nunes e a organizadora do evento, a Profa. Dra. Silvia Vanessa Lourenço.

Em discurso, o Pró-Reitor buscou relembrar os 50 anos da Pós-Graduação. Falou sobre o momento difícil que a pesquisa está vivendo na universidade e no país, sendo de extrema importância investir em divulgação científica. “Continuem fazendo seu trabalho, trabalhem ainda melhor e sinalizem que isso é importante”, finalizou.

 

Ciência e Pós-Graduação: Como nos organizamos e como nos comunicamos com a sociedade?

 

O primeiro a falar foi o Influencer Acadêmico Caio Vinícius Dallaqua Leal, diretor geral do Grupo Via Saber e divulgador científico na extensão do Instituto e Física da USP. Sua palestra girou em torno de meios efetivos de divulgar trabalhos ligados à ciência. O graduando deu dicas sobre gravação de vídeos e usou de dados para incentivar os pesquisadores presentes a iniciarem seus projetos. Segundo Caio, existe uma demanda crescente por informações na área.

Em continuidade ao já comentado pelo Influencer, o editor chefe da revista FAPESP, Sr. Neldson Marcolin, falou um pouco sobre como ocorre a divulgação no veículo. O debate proposto, analisou os motivos que poderiam ter ocasionado em um menor número de matérias ligadas a odontologia na revista. Os pesquisadores visaram entender os critérios levados em consideração pelo editor e, assim, buscar novas formas de se adequar e implementar a divulgação científica da faculdade.

A terceira palestra do dia foi conduzida pela consultora Catarina Pierangeli. Jornalista e especialista em redes sociais, a palestrante buscou abordar formas de usar o Linkedin a seu favor. Da foto de perfil até o engajamento, a consultora passou algumas táticas para se tornar bem vista ao olhar de seus clientes e possíveis contratadores. Para completar, a consultora Cristina Göelner falou um pouco sobre planejamento na vida profissional. Ela enfatizou a importância de se ter metas e compartilhou métodos de organização para concluir o que for proposto.

Para finalizar as atividades da parte da manhã, a Prof. Sílvia chamou ao palco o Prof. Luiz Nunes de Oliveira, Pró-Reitor de Pesquisa entre 2001 e 2005, para falar sobre os aspectos da pesquisa básica e aplicada. 

Aspectos Psíquicos da Vida Acadêmica

A parte da tarde começou com a presença da Profa. Dra. Maria Lívia Tourinho Moretto, do Instituto de Psicologia da USP. A professora falou sobre a depressão em meio acadêmico, mas sempre salientando que esse problema não afeta apenas alunos, como também professores.

A psicóloga abriu uma roda de conversa, no qual alguns docentes puderam fazer perguntas e buscar orientações de como agir em casos extremos de depressão ou quando o universitário se recusa a pedir ajuda.

Financiamento de Pesquisas: Quem são os atores dessa dança?

Em meio a tantas dúvidas e inseguranças, a terceira parte da jornada era uma das mais esperadas pelos pós-graduandos.

Para iniciar as palestras, a Doutoranda Juliana Bertoldi Franco falou sobre o CrowdFunding. O método ainda não é devidamente regulamentado no Brasil, porém já movimentou uma quantia considerável de fundos ao redor do mundo. Atualmente existem diversos sites que promovem a ‘vaquinha’ e apesar dos riscos, pode ser uma solução rápida em alguns casos.

Em seguida, o Doutorando Osmar Shizuo Okuda tomou a palavra para falar sobre os meios de financiamento privado. Ele apresentou o método como uma solução para os cortes de verba que as áreas de pesquisa vem sofrendo. O doutorando elencou algumas alternativas eficazes para o meio.

Para finalizar o dia, a Profa. Sílvia chamou os participantes da mesa de debate sobre financiamentos alternativos e parcerias de pesquisa. Os convidados foram: Prof. Dr. Giuseppe Alexandre Romito, Prof. Osvaldo Lahoz Maia, Sr. Vinícius Schurgelies e o Engenheiro Fabio Ravazi Gerlach. Eles falaram sobre seus projetos e, por fim, discutiram meios de estreitar as relações entre sociedade e meio científico.

 

O encerramento foi realizado com a entrega dos prêmios Formiga de Ouro, Flávio Fava de Moraes, e Vera Cavalcanti de Araújo. Confira os vencedores:

Formiga de Ouro

Curso Mestrado

1º Luciana Munhoz – Programa de Pós-Graduação em Diagnóstico Bucal, Radiologia Odontológica e Imaginologia

Orientadora:  Prof(a). Dr(a). Emiko Saito Arita  

2º Wladimir Gushiken de Campos – Programa de Pós-Graduação em Diagnóstico Bucal, Radiologia Odontológica e Imaginologia

Orientador:  Prof. Dr. Celso Augusto Lemos Júnior  

3º Marcela Giudicissi – Programa de Ciências Odontológicas – Área de Periodontia

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Luciana Saraiva

4º Letícia Oba Sakae – Programa de Odontologia – Área de Dentística

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Taís Scaramucci Forlin

5º Estela Sanches Rebeis –  Programa de Ciências Odontológicas – Área de Periodontia   

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Luciana Saraiva

 

Curso do Doutorado

1º Thalita Santana Conceição – Programa de Ciências Odontológicas – Patologia Oral e Maxilofacial e Pacientes Especiais  

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Marília Trierveiler Martins

2º Dmitry José de Santana Sarmento – Programa de Ciências Odontológicas – Patologia Oral e Maxilofacial e Pacientes Especiais  

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Marina Helena Cury Gallottini  

3º Reinaldo Abdala Júnior –  Programa de Pós-Graduação em Diagnóstico Bucal, Radiologia Odontológica e Imaginologia

Orientadora:  Prof(a). Dr(a). Emiko Saito Arita    

4º Rubens Caliento – Programa de Ciências Odontológicas – Patologia Oral e Maxilofacial e Pacientes Especiais  

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Marina Helena Cury Gallottini  

5º Alana Cristina Machado – Programa de Odontologia – Área de Dentística

Orientadora: Prof(a). Dr(a). Taís Scaramucci Forlin   

 

Vera Cavalcanti de Araujo

Doutora Talita de Castro Alves – Programa de Ciências Odontológicas – Patologia Oral e Maxilofacial e Pacientes Especiais   

Doutora Michelle Sendyk  Programa de Ciências Odontológicas – Ortodontia  

Doutora Isabel Cristina Olegario da Costa – Programa de Ciências Odontológicas –  Odontopediatria

 

Flávio Fava de Moraes

Prêmio Qualidade de Produção Científica: o docente da FOUSP que apresentar o maior número de citações na literatura no ano 2018, compulsada pelo Scopus.

1- Fausto Medeiros Mendes

2- Marcia Martins Marques

3- Roberto Ruggiero Braga

 

Prêmio de Publicação de maior impacto: o trabalho publicado por docente na revista científica de maior impacto no ano 2018 (Definido pela web of science).

1- Paulo Francisco Cesar

2- Marina Helena Cury Gallottini e Paulo Henrique Braz da Silva

3- Luciana Saraiva

 

Prêmio de Produtividade Científica – RTP e RTC: categoria Regime de Turno Parcial ou Regime de Turno Completo para o docente da FOUSP que apresentar, em 2018, a maior produtividade científica em termos de número de artigos completos e da qualidade das revistas onde os trabalhos foram publicados.

1- Giuseppe Alexandre Romito

2- Arthur Rodriguez Gonzales Cortez

3- José Carlos Petorosi ImparatoTaís Scaramucci Forlin   

 

Prêmio de Produtividade Científica – RDIDP: categoria Regime de Tempo Integral à Docência ou Regime Completo  para o docente da FOUSP que apresentar, em 2018, a maior produção científica em termos de número de artigos completos e da qualidade das revistas onde os trabalhos foram publicados.

1-  Emiko Saito Arita

2- Daniela Prócida Raggio

3- Mariana Minatel Braga

 

Prêmio de Pesquisa Clínica: o docente da FOUSP que apresentar, em 2018, a melhor pesquisa clínica publicada, com atendimento clínico a pacientes e segundo os critérios: 1 – número de pacientes envolvidos; 2 – benefício direto aos pacientes; 3 – período de avaliação; 4 – fator de impacto da revista da publicação.

1- Cláudio Mendes Pannuti

2- Ana Cecília Corrêa Aranha

Skip to content