(Português) Coluna “Por onde anda” entrevista Leticia Bezinelli

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

“Ao longo da vida vamos colecionando alguns melhores momentos e, com certeza posso dizer que, um dos mais especiais foi a minha entrada na faculdade”. Essa é a fala da cirurgiã-dentista Letícia Bezinelli, ex-aluna da FOUSP que hoje coordena um curso de Pós-Graduação em Odontologia hospitalar em um hospital particular.

O início de sua carreira deu-se em 2000, quando passou no vestibular para Odontologia na USP. Em sua memória, ela guarda com carinho os primeiros momentos que passou na faculdade. “Eu lembro do trote, do acolhimento dos alunos mais velhos, os recrutamentos para participar do Centro Acadêmico, Atlética”, conta.

Ao conhecer todas as opções que a faculdade oferecia, a caloura decidiu aproveitar o máximo de oportunidades que podia. Seu curso era integral, mas ela acabava expandindo as horas para além do horário de aula. “Eu vinha para faculdade de manhã e só ia embora a noite. Passei meus quatro anos investindo full time no meu desenvolvimento”.

Time de basquete

Letícia sempre foi uma caloura empenhada. Logo se engajou a participar do time de basquete da faculdade. Treinava 6 vezes por semana, além de competir diversas outras vezes pela camisa da odonto. “Foi através do basquete que eu fiz amizades que perduram até hoje, então foi muito pra além da faculdade”, compartilha Letícia.

Por meio do tempo que passou na instituição, a aluna descobriu uma nova área de interesse. Com o grande contato que ela tinha com alguns alunos que estavam se formando, notou que havia uma demanda por conhecimento empresarial. Acreditava que muitos iriam abrir seus próprios consultórios, mas como gerenciar um negócio neste nível?

A fim de aprender mais sobre gestão, ajudou a fundar a Empresa Júnior de Odontologia da USP, Odonto Jr. “A ideia era tentar aproximar o aluno do mercado de trabalho. Trazer ferramentas que compusessem a técnica da odontologia. Foi um embrião”, explica Letícia.

Seu interesse pela área foi crescendo aos poucos. Em 2003 enviou uma carta ao então atual Presidente da Fundação da Faculdade de Odontologia, Prof. Dr. Carlos de Paula Eduardo. Ela o escreveu compartilhando seu interesse pela área de Marketing e Gestão. Foi dessa forma, que o professor acabou a convidando para contribuir com a FFO, onde continua como consultora até os dias de hoje.

Formatura

Durante sua formação, Letícia teve muito contato com o LELO, Laboratório Especial de Laser em Odontologia. Sua habilidade com o equipamento impressionou outra ex aluna, Fernanda de Paula Eduardo, que já realizava um trabalho em Odontologia Hospitalar. O projeto ainda estava no início e precisava de estruturação. “Havia muitos pacientes oncológicos, e nesses casos, o laser era fundamental para a prevenção das mucosites”, comenta.

Em paralelo, realizou seu mestrado e doutorado pela Faculdade de Odontologia. Os temas escolhidos por ela a auxiliaram a aplicar e implementar o projeto em parceria com Fernanda. Sempre com enfoque em gestão e clínica para odontologia hospitalar, Leticia desenvolveu uma pesquisa que analisava a implementação do projeto em hospitais estaduais de São Paulo.

Através de seus estudos, conseguiu comprovar que a Odontologia Hospitalar evita uma série de morbidades. “Mostramos que o cirurgião-dentista no hospital consegue diminuir o tempo de internação, necessidade de morfina, alimentação parenteral e a dor em cavidade bucal. Tudo isso melhora a qualidade de vida do paciente”. explica.

Atualmente, seu projeto no hospital particular já está consolidado. “A faculdade me abriu todas as portas, foi onde eu fiz  os meus contatos. Passei quatro anos e meio imersa em tudo que a USP podia me oferecer e não tenho a menor dúvida que isso fez diferença na minha carreira”, finaliza Letícia.

Skip to content