(Português) Momento Odontologia #81: Estresse e medo causados pela pandemia podem acentuar problemas bucais

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Período de quarentena pode ter ligação com problemas bucais, como cáries e até mesmo perda de dentes

Por  – Editorias: – URL Curta: jornal.usp.br/?p=377832
Download file | Play in new window | Duration: 5:04

A pandemia de covid-19 nos impôs uma série de restrições e medidas preventivas contra a doença. Mas além de se cuidar contra o vírus, manter uma boa higiene bucal também se tornou uma tarefa essencial. É que a covid-19 pode ter relação com doenças bucais, como explicou a professora Marinella Holzhausen Caldeira, da Faculdade de Odontologia (FO) da USP, no programa Momento Odontologia desta semana.

Segundo Marinella, “a cavidade bucal e a superfície da língua são importantes reservatórios para o novo coronavírus”, o que torna a higiene bucal ainda mais necessária para pacientes saudáveis ou com covid-19, para, pelo menos, “diminuir a carga viral, a quantidade de vírus presente na boca”.

Entre os principais problemas bucais que podem aparecer por conta da pandemia de covid-19 estão a cárie dental, a doença periodontal e a perda de dentes. Estes problemas estão ligados a alguns fatores, como o estresse, o medo e a preocupação com a saúde.

As mudanças de rotina, as alterações nos padrões de sono, higiene e alimentação, além de um possível aumento de consumo de cigarros e bebidas alcoólicas, também contribuem para isso. “Todos esses fatores podem prejudicar a saúde geral das pessoas e afetar a saúde oral.”

Evitar problemas como esses pode não ser tarefa fácil. Para isso, é preciso “tentar manter uma rotina mais semelhante à rotina normal”, o que significa ter horários regulares para alimentação, sono e exercícios, e uma higienização correta da boca. Também é preciso evitar alimentos ricos em açúcar e a ingestão de grande quantidade de bebidas alcoólicas, além de priorizar uma alimentação mais saudável.

Pacientes infectados pelo novo coronavírus devem tomar cuidados especiais, principalmente, para proteger as pessoas mais próximas. “Não se deve colocar escovas dentais dos membros da família em um mesmo recipiente nem utilizar o mesmo tubo de pasta dental entre eles”, alerta a professora. Além disso, pacientes com covid-19 devem trocar a escova dental ao término da infecção, já que o vírus pode permanecer vivo em superfícies por até 72 horas.

 

Skip to content