(Português) Plataforma de ex-alunos da USP auxilia a gestão universitária

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

publicado no Jornal da USP

Com quase 100 mil ex-alunos cadastrados, a plataforma Alumni vai muito além de um espaço para o reencontro de ex-alunos, ela fornece dados que podem impactar na gestão tanto das unidades como da administração central

Rose Talamone

A USP é muito mais que salas de aulas e laboratórios, tem muita vida nos campi, as atividades culturais, esportivas, sociais e políticas são inúmeras e a maioria dos alunos gosta da experiência de vida que teve na Universidade”, esse é somente um dos motivos que justificam o aumento de mais de 300% no número de cadastrados na Plataforma Alumni nos últimos anos, segundo o reitor Vahan Agopyan.

O software por trás da plataforma Alumni foi criado em 2015 por uma startup de três diplomados da Escola Politécnica (Poli) da USP, Etienne Cartolano, Allan Veiga e Marcelo Burdelis, e em outubro de 2016 foi lançada para toda a USP. Em abril de 2018, no início da gestão do professor Agopyan, foi oficializada como o Programa Alumni USP e passou de cerca de 20 mil cadastrados para mais de 96 mil até o final de 2021.

O programa Alumni USP é coordenado pelos professores Marina Helena Cury Gallotini, da Faculdade de Odontologia (FO) da USP, e Fernando Josepetti Fonseca, da Escola Politécnica (Poli) da USP, que já atuavam na plataforma desde 2016.

A professora Marina diz que no início o objetivo foi criar uma cultura de orgulho, agradecimento e reconhecimento pela Universidade de São Paulo, independentemente da Escola, Faculdade ou Instituto no qual o ex aluno se diplomou. ”Foi um tremendo desafio! A começar pelo nome do projeto: Alumni USP”.

Bem-humorada, a professora conta que no início alguns perguntavam se Alumni era uma escola de Inglês. “Fomos impondo nosso nome, elucidando os conceitos, mostrando nossa logomarca, até que hoje, é raro um membro da comunidade USP não saber do que se trata o Alumni USP”, comemora.

O reitor lembra que o estudante tem todas as oportunidades para usufruir da riqueza de opções oferecidas pela USP, para ter uma formação mais ampla e diversificada.

Marina Helena Cury Gallottini, Vahan Agopyan e Fernando Josepetti Fonseca – Foto: Divulgação Alumni

As ações atrativas aos ex-alunos incluem desde direito a e-mail @alumni.usp.br, passando por utilização de ferramentas do G Suite USP com armazenamento ilimitado do Google Drive, download do Diploma Virtual Certificado para estudantes que se formaram a partir de 2014, acesso ao acervo digital da USP com conteúdos on-line, livros, periódicos e produção técnica, utilização do wi-fi da rede Eduroam nos campi da Universidade para acesso gratuito à internet até vários cupons de descontos em atividades de lazer, educação e cultura. Veja aqui as vantagens de ser um Alumni USP.

A professora Marina informa que a pandemia fez com fossem alteradas as estratégias de marketing e de aproximação com os diplomados e também com aqueles estudantes que em breve seriam alumni.

Ferramenta de gestão

Até 31 de dezembro, foram 95.981 alunos cadastrados e aptos para usufruir da plataforma Alumni, 29% do número de alunos diplomados pela USP, 28% de usuários da graduação e 35% da pós-graduação.

Em números absolutos a Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas lidera em número de ex-alunos cadastrados na plataforma (11.702), seguida da Escola Politécnica (9.377), Escola de Engenharia de São Carlos (5.810), Faculdade de Medicina (4.984) e Faculdade de Direito (4.653).

Já em números relativos às cinco unidades com mais ex-alunos cadastrados são: Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (68,6% dos diplomados), Instituto de Estudos Brasileiros (62,4%), Instituto de Arquitetura e Urbanismo (62%), Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (56%) e Museu de Zoologia (55%).

A partir do cadastro, o Alumni reúne dados do Júpiter, sistema que tem as informações dos alunos de graduação da USP, e do Janus, sistema com informações dos alunos da pós-graduação. “Com a junção desses dados, a plataforma Alumni pode se tornar uma excelente ferramenta de gestão”, afirma Fonseca, vice-coordenador do Programa Alumni.

Foto: USP Imagens

O professor explica as informações oferecidas pelos sistemas, como unidade de ensino, tempo de titulação, somadas aos dados atualizados fornecidos pelos usuários cadastrados no Alumni, como ocupação, localização, satisfação, entre outros. possibilita o planejamento para se ter uma Universidade ainda melhor.

Para o professor Agopyan, que termina seu mandato como reitor, no próximo dia 25, o Programa Alumni ainda está na fase inicial de sua implantação, que é a de atrair o número máximo de profissionais que estudaram na USP.

O reitor lembra que o objetivo da USP é o de formar bons profissionais, mas também bons cidadãos. Assim, diz Agopyan, o retorno dos ex-alunos sobre como o ensino e a formação dentro da Universidade atendeu aos desafios de sua vida profissional é imprescindível para o aperfeiçoamento das atividades didáticas da Universidade. “Por outro lado, os ex-alunos são a ligação da USP com a sociedade, portanto, suas considerações orientam a interação com o meio externo, que hoje se chama de Terceira Missão da Universidade – o relacionamento com a sociedade”.

Satisfeita com os resultados, a coordenadora Marina diz que tudo decorreu de muito esforço de uma equipe pequena, mas muito dedicada. São apenas dois funcionários USP, duas jornalistas voluntárias que trabalham na USP, em outras Unidades, e dois bolsistas, alunos de graduação.

Os desafios futuros, enfatiza Marina, incluem motivar maior número de gestores da Universidade mostrando a eles como conhecer e ouvir o seu egresso pode favorecer os estudantes atuais. Outro esforço contínuo de grande importância é sempre aumentar as pontes que ligam a universidade e a sociedade.

Saiba mais em https://www.alumni.usp.br

Ir al contenido