Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

[slideshow_deploy id='36258']

Coordenadora: Profa. Dra. Dalva Cruz Laganá, Titular do Departamento de Prótese da FOUSP. Graduada, Mestre e Doutora em Prótese pela FOUSP.

Vice Coordenador: Prof. Dr. Newton Sesma, Doutor em Prótese pela FOUSP.

O Centro de Excelência em Prótese e Implante iniciou suas atividades em abril de 2008, congregando estagiários, profissionais formados nas diversas áreas da Odontologia, alunos de graduação e pós-graduação, com o objetivo de oferecer um estágio de aprimoramento entre os diversos níveis de atividades e competências, somando a essas, a Gestão da Qualidade, entre os atores que o compõem. Caminhou desde seu início pelo ensino e extensão e, no decorrer de sua trajetória, abarcou também, as atividades de pesquisa. Como as atividades acadêmicas vivem em constante evolução, após uma reavaliação da Missão, Valores e a Visão do Centro, previstos em seu regimento específico, o qual está subordinado ao regimento geral da USP e da FOUSP, sob suas  vertentes (Pesquisa, Ensino e Extensão e Gestão), a partir de janeiro de 2016, o CEPI se tornou uma Disciplina de Pós Graduação e, como tal, passou a ter em seu bojo, principalmente, alunos de pós-graduação, alunos de graduação, devidamente incorporados ao programa de Iniciação Científica, e profissionais estagiários, que sejam de interesse acadêmico e que tragam sua contribuição científica e clínica ao Centro. Dessa forma, o CEPI assumiu como principal característica ser um Centro de Pesquisa Clínica. Com esta nova Missão e Visão, já foram realizadas e concluídas pesquisas clínicas, e outras, encontram-se em andamento, em níveis de Pós Doctor, Doutorado, Mestrado e Iniciação Científica, sendo inclusive, alguns projetos desenvolvidos em parceria com outras Instituições de Ensino Superior, (UFRJ – Projeto financiado por  Instituição americana) e Particular. O CEPI, desde sua fundação, passa por um processo dinâmico de transformação e atualização. Praticamente desde seu início, implantou os conceitos de Gestão e Qualidade nos seus procedimentos protocolares e clínicos, com planejamento e cumprimento de metas, no qual envolveu pesquisas clínicas, publicadas em periódicos de alto impacto e publicação de um livro, cujo conteúdo se refere aos casos clínicos nele desenvolvidos. Outra meta atingida foi a formação de um Study Club do ITI (International Team for Implantology), que congrega os componentes do CEPI, e ultimamente foi agraciado com o Scholarship, que é um programa de intercâmbio entre vários países que fazem parte do ITI, cujo objetivo é o oferecimento de bolsas (20 bolsas de estudo a cada ano) para auxiliar os clínicos na sua formação em implantodontia e tratamentos suplementares relacionados, provendo enriquecimento educacional e experiência para auxiliar no desenvolvimento de  futuros líderes no ensino da implantodontia. Além disso, o programa proporciona aprimoramento no processo de planejamento, cirurgia de implantes e restaurações protéticas e, na maioria dos centros de bolsas ITI, também nas vertentes de pesquisa e ensino. Estas atividades desenvolvidas em departamentos universitários ou clínicas sob a supervisão de experientes ITI Fellows e de especialistas na área da implantodontia. Neste aspecto, o CEPI foi escolhido e indicado pelo programa de bolsas ITI, devido justamente pela sua capacidade de fornecer informações sobre todos os aspectos do tratamento com implantes para pacientes em consonância com a filosofia do ITI, que engloba a credibilidade científica e senso de responsabilidade para com o paciente por meio de uma organização acadêmica de clínicos e pesquisadores, numa aliança científica, sem fins lucrativos. No momento o CEPI atua em atividades de ensino, pesquisa, extensão e atendimento clínico, esta, porém, somente realizada em pacientes selecionados para os grupos de pesquisa e os trabalhos são desenvolvidos nas dependências da Clínica de Pós Graduação da Faculdade de Odontologia da FOUSP um período semanal. Uma vez ao mês, são realizadas outras atividades como conferências, palestras, com Professores convidados, Hands-on, visitas às empresas, entre outras. Os estagiários, devidamente inscritos no Programa de Atualização Profissional – PAP – da Pró Reitoria de Cultura e Extensão da USP - têm sua participação pelo período de 1 ano, com certificado emitido pela mesma, podendo ser estendido. Os principais objetivos atuais do CEPI são:
  1. Desenvolvimento das Disciplinas de Pós Graduação

ODP5765 – Clínica em Prótese e Planejamento Protético em Implantodontia (4 créditos)

ODP5766 – Clínica em Prótese e Planejamento Cirúrgico em Implantodontia (4 créditos)

  1. Desenvolvimento de Projetos de Pesquisas Clínicas em Prótese e Implante dos alunos de Mestrado e Doutorado
  2. Agregar alunos de Iniciação Científica junto aos alunos de pós-graduação de Mestrado e Doutorado
  3. Aperfeiçoamento clínico e científico dos Estagiários que auxiliam no desenvolvimento das pesquisas clínicas; casos para planejamento da reabilitação, instalação de implantes baseado em planejamento reverso, se necessário, com auxílio da equipe de implantodontistas e confecção das próteses sobre implante, também sob orientação de protesistas, sempre com a visão da busca pela excelência. Os casos clínicos são fotografados e apresentados pelo profissional responsável aos outros integrantes, em seminários periódicos.
  4. Trabalho em equipe: estimula-se o trabalho em equipe por meio de discussão de casos clínicos e planejamentos multidisciplinares. Há parcerias com diversas empresas que fornecem o material necessário para a execução das cirurgias, entre elas, Straumann e Neodent.
  5. Aprimoramento científico: busca-se aplicar as mais novas tecnologias na área de implantodontia e prótese, incentivando a tomada de decisões clínicas baseadas em evidências de trabalhos científicos.
  6. Organização e Qualidade: O CEPI trabalha seguindo padrões internacionais de Qualidade e Acreditação. Os estagiários são orientados a trabalhar por protocolos e check lists que estimulam uma rotina mais eficiente e produtiva, além de gerar indicadores para melhorias constantes

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.


Coordenadora: Profa. Dra. Dalva Cruz Laganá, Titular do Departamento de Prótese da FOUSP. Graduada, Mestre e Doutora em Prótese pela FOUSP.

Vice Coordenador: Prof. Dr. Newton Sesma, Doutor em Prótese pela FOUSP.

O Centro de Excelência em Prótese e Implante iniciou suas atividades em abril de 2008, congregando estagiários, profissionais formados nas diversas áreas da Odontologia, alunos de graduação e pós-graduação, com o objetivo de oferecer um estágio de aprimoramento entre os diversos níveis de atividades e competências, somando a essas, a Gestão da Qualidade, entre os atores que o compõem. Caminhou desde seu início pelo ensino e extensão e, no decorrer de sua trajetória, abarcou também, as atividades de pesquisa. Como as atividades acadêmicas vivem em constante evolução, após uma reavaliação da Missão, Valores e a Visão do Centro, previstos em seu regimento específico, o qual está subordinado ao regimento geral da USP e da FOUSP, sob suas  vertentes (Pesquisa, Ensino e Extensão e Gestão), a partir de janeiro de 2016, o CEPI se tornou uma Disciplina de Pós Graduação e, como tal, passou a ter em seu bojo, principalmente, alunos de pós-graduação, alunos de graduação, devidamente incorporados ao programa de Iniciação Científica, e profissionais estagiários, que sejam de interesse acadêmico e que tragam sua contribuição científica e clínica ao Centro. Dessa forma, o CEPI assumiu como principal característica ser um Centro de Pesquisa Clínica. Com esta nova Missão e Visão, já foram realizadas e concluídas pesquisas clínicas, e outras, encontram-se em andamento, em níveis de Pós Doctor, Doutorado, Mestrado e Iniciação Científica, sendo inclusive, alguns projetos desenvolvidos em parceria com outras Instituições de Ensino Superior, (UFRJ – Projeto financiado por  Instituição americana) e Particular.

O CEPI, desde sua fundação, passa por um processo dinâmico de transformação e atualização. Praticamente desde seu início, implantou os conceitos de Gestão e Qualidade nos seus procedimentos protocolares e clínicos, com planejamento e cumprimento de metas, no qual envolveu pesquisas clínicas, publicadas em periódicos de alto impacto e publicação de um livro, cujo conteúdo se refere aos casos clínicos nele desenvolvidos. Outra meta atingida foi a formação de um Study Club do ITI (International Team for Implantology), que congrega os componentes do CEPI, e ultimamente foi agraciado com o Scholarship, que é um programa de intercâmbio entre vários países que fazem parte do ITI, cujo objetivo é o oferecimento de bolsas (20 bolsas de estudo a cada ano) para auxiliar os clínicos na sua formação em implantodontia e tratamentos suplementares relacionados, provendo enriquecimento educacional e experiência para auxiliar no desenvolvimento de  futuros líderes no ensino da implantodontia. Além disso, o programa proporciona aprimoramento no processo de planejamento, cirurgia de implantes e restaurações protéticas e, na maioria dos centros de bolsas ITI, também nas vertentes de pesquisa e ensino. Estas atividades desenvolvidas em departamentos universitários ou clínicas sob a supervisão de experientes ITI Fellows e de especialistas na área da implantodontia. Neste aspecto, o CEPI foi escolhido e indicado pelo programa de bolsas ITI, devido justamente pela sua capacidade de fornecer informações sobre todos os aspectos do tratamento com implantes para pacientes em consonância com a filosofia do ITI, que engloba a credibilidade científica e senso de responsabilidade para com o paciente por meio de uma organização acadêmica de clínicos e pesquisadores, numa aliança científica, sem fins lucrativos.

No momento o CEPI atua em atividades de ensino, pesquisa, extensão e atendimento clínico, esta, porém, somente realizada em pacientes selecionados para os grupos de pesquisa e os trabalhos são desenvolvidos nas dependências da Clínica de Pós Graduação da Faculdade de Odontologia da FOUSP um período semanal. Uma vez ao mês, são realizadas outras atividades como conferências, palestras, com Professores convidados, Hands-on, visitas às empresas, entre outras. Os estagiários, devidamente inscritos no Programa de Atualização Profissional – PAP – da Pró Reitoria de Cultura e Extensão da USP – têm sua participação pelo período de 1 ano, com certificado emitido pela mesma, podendo ser estendido.

Os principais objetivos atuais do CEPI são:

  1. Desenvolvimento das Disciplinas de Pós Graduação

ODP5765 – Clínica em Prótese e Planejamento Protético em Implantodontia (4 créditos)

ODP5766 – Clínica em Prótese e Planejamento Cirúrgico em Implantodontia (4 créditos)

  1. Desenvolvimento de Projetos de Pesquisas Clínicas em Prótese e Implante dos alunos de Mestrado e Doutorado
  2. Agregar alunos de Iniciação Científica junto aos alunos de pós-graduação de Mestrado e Doutorado
  3. Aperfeiçoamento clínico e científico dos Estagiários que auxiliam no desenvolvimento das pesquisas clínicas; casos para planejamento da reabilitação, instalação de implantes baseado em planejamento reverso, se necessário, com auxílio da equipe de implantodontistas e confecção das próteses sobre implante, também sob orientação de protesistas, sempre com a visão da busca pela excelência. Os casos clínicos são fotografados e apresentados pelo profissional responsável aos outros integrantes, em seminários periódicos.
  4. Trabalho em equipe: estimula-se o trabalho em equipe por meio de discussão de casos clínicos e planejamentos multidisciplinares. Há parcerias com diversas empresas que fornecem o material necessário para a execução das cirurgias, entre elas, Straumann e Neodent.
  5. Aprimoramento científico: busca-se aplicar as mais novas tecnologias na área de implantodontia e prótese, incentivando a tomada de decisões clínicas baseadas em evidências de trabalhos científicos.
  6. Organização e Qualidade: O CEPI trabalha seguindo padrões internacionais de Qualidade e Acreditação. Os estagiários são orientados a trabalhar por protocolos e check lists que estimulam uma rotina mais eficiente e produtiva, além de gerar indicadores para melhorias constantes
Ir al contenido