A Bioética é um estudo interdisciplinar que faz reflexões sobre a conduta humana e sobre as aplicações da tecnologia e da ciência na vida humana, no desenvolvimento da sociedade e do meio ambiente. De um modo geral, nos estudos bioéticos são identificados o dilema ético em questão, os fatores mais relevantes que compõem esse dilema, quais os valores envolvidos  , quais as possíveis conseqüências e qual a melhor orientação a seguir. Ao se trabalhar os temas procura-se não se transmitir valores acabados; o aluno é incentivado a pensar por si mesmo, a decidir usando sua autonomia e a estar aberto a novos conceitos e linhas de pensamento. Oferece-se um método de raciocínio/reflexão para solucionar dilemas éticos ao buscar considerar todos os aspectos da realidade e conciliá-los com o respeito à dignidade humana. O ensino da Bioética na FOUSP desenvolve-se em dois momentos. Em um primeiro, formatado como Disciplina regular e obrigatória de 04 créditos (ODS 0701), são tratados os seguintes temas:
  • Breve histórico da Bioética
  • Princípios e Fundamento da Bioética
  • Experimentação com seres humanos
  • Consentimento Assistencial/ Consentimento em Pesquisas
  • Humanização
  • Início de vida / Reprodução Assistida/ Aborto
  • Células-tronco
  • Morte e Luto/ Cuidados Paliativos/ Eutanásia
  Ao final da disciplina de Bioética, o aluno deve ser capaz de:
  • Reconhecer dilemas éticos;
  • Identificar quais são os conflitos de valores envolvidos no problema;
  • Reconhecer os diferentes componentes da realidade como: o contexto social, o contexto histórico, político, cultural, econômico, as informações científicas, os valores, as crenças, etc;
  • Analisar criticamente a situação e apresentar um raciocínio lógico sobre uma possível solução para determinado dilema ético;
  • Tomar decisões conscientemente;
  • Avaliar criticamente o resultado de suas decisões.
  Estratégias de ensino: Além de aulas expositivas, utilizamos recursos de filmes que abordam temas bioéticos. Após as projeções, promovem-se debates e os alunos elaboram relatórios. Faz-se uso da Plataforma Moodle como recurso auxiliar por meio da disponibilização de material de estudos de apoio, no formato de apostila eletrônica, o qual foi especialmente desenvolvido para os alunos de graduação e pode ser utilizado durante todo o curso de odontologia, prolongando o contato com a Bioética mesmo após o final da disciplina. Também são desenvolvidas atividades de fóruns de debates e aulas não presenciais à distância. Em um segundo momento, formatado como Estágio de Bioética, focado na temática da Humanização, atividade optativa, para contagem de 04 créditos junto à Disciplina de Estágios Vivenciais. Constitui-se de visitas a serviços clínicos, bem como atividades extramuros. Têm como objetivo vivenciar estes espaços na companhia do professor que age como facilitador na inserção e na familiarização com esses ambientes. Os alunos recebem orientações de como lidar com as dificuldades que naturalmente se apresentam, fomentando-se um olhar atento, positivo, ético e humanizado. Visa-se também dar suporte a pessoa do aluno quando do impacto emocional causado por estas realidades. Após cada visita acontece roda de discussão com o professor buscando-se um juízo das experiências vividas. As atividades extramuros acontecem em comunidade com obra social que atende alunos do ensino médio. Ali promovem-se debates sobre temas bioéticos motivados por projeção de filmes. Os jovens e os universitários interagem, compartilhando conhecimentos. Também explora-se a interação com a parte midiática da universidade, através da produção de pequenos vídeos, “esquetes”, encenações bem-humoradas onde são retratadas de forma  burlesca situações testemunhadas nas atividades do estágio. Referências mais utilizadas:
  • Ramos DLP, organizador. Fundamentos de odontologia: Bioética e ética profissional. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2007.
  • Ramos DLP, organizador. Bioética, pessoa e vida - Uma abordagem personalista. São Caetano do Sul: Difusão; 2a. Ed. 2017
         

A Bioética é um estudo interdisciplinar que faz reflexões sobre a conduta humana e sobre as aplicações da tecnologia e da ciência na vida humana, no desenvolvimento da sociedade e do meio ambiente.

De um modo geral, nos estudos bioéticos são identificados o dilema ético em questão, os fatores mais relevantes que compõem esse dilema, quais os valores envolvidos  , quais as possíveis conseqüências e qual a melhor orientação a seguir.

Ao se trabalhar os temas procura-se não se transmitir valores acabados; o aluno é incentivado a pensar por si mesmo, a decidir usando sua autonomia e a estar aberto a novos conceitos e linhas de pensamento. Oferece-se um método de raciocínio/reflexão para solucionar dilemas éticos ao buscar considerar todos os aspectos da realidade e conciliá-los com o respeito à dignidade humana.

O ensino da Bioética na FOUSP desenvolve-se em dois momentos.

Em um primeiro, formatado como Disciplina regular e obrigatória de 04 créditos (ODS 0701), são tratados os seguintes temas:

  • Breve histórico da Bioética
  • Princípios e Fundamento da Bioética
  • Experimentação com seres humanos
  • Consentimento Assistencial/ Consentimento em Pesquisas
  • Humanização
  • Início de vida / Reprodução Assistida/ Aborto
  • Células-tronco
  • Morte e Luto/ Cuidados Paliativos/ Eutanásia

 

Ao final da disciplina de Bioética, o aluno deve ser capaz de:

  • Reconhecer dilemas éticos;
  • Identificar quais são os conflitos de valores envolvidos no problema;
  • Reconhecer os diferentes componentes da realidade como: o contexto social, o contexto histórico, político, cultural, econômico, as informações científicas, os valores, as crenças, etc;
  • Analisar criticamente a situação e apresentar um raciocínio lógico sobre uma possível solução para determinado dilema ético;
  • Tomar decisões conscientemente;
  • Avaliar criticamente o resultado de suas decisões.

 

Estratégias de ensino:

Além de aulas expositivas, utilizamos recursos de filmes que abordam temas bioéticos. Após as projeções, promovem-se debates e os alunos elaboram relatórios.

Faz-se uso da Plataforma Moodle como recurso auxiliar por meio da disponibilização de material de estudos de apoio, no formato de apostila eletrônica, o qual foi especialmente desenvolvido para os alunos de graduação e pode ser utilizado durante todo o curso de odontologia, prolongando o contato com a Bioética mesmo após o final da disciplina.

Também são desenvolvidas atividades de fóruns de debates e aulas não presenciais à distância. Em um segundo momento, formatado como Estágio de Bioética, focado na temática da Humanização, atividade optativa, para contagem de 04 créditos junto à Disciplina de Estágios Vivenciais.

Constitui-se de visitas a serviços clínicos, bem como atividades extramuros. Têm como objetivo vivenciar estes espaços na companhia do professor que age como facilitador na inserção e na familiarização com esses ambientes. Os alunos recebem orientações de como lidar com as dificuldades que naturalmente se apresentam, fomentando-se um olhar atento, positivo, ético e humanizado. Visa-se também dar suporte a pessoa do aluno quando do impacto emocional causado por estas realidades.

Após cada visita acontece roda de discussão com o professor buscando-se um juízo das experiências vividas. As atividades extramuros acontecem em comunidade com obra social que atende alunos do ensino médio. Ali promovem-se debates sobre temas bioéticos motivados por projeção de filmes. Os jovens e os universitários interagem, compartilhando conhecimentos. Também explora-se a interação com a parte midiática da universidade, através da produção de pequenos vídeos, “esquetes”, encenações bem-humoradas onde são retratadas de forma  burlesca situações testemunhadas nas atividades do estágio.

Referências mais utilizadas:

  • Ramos DLP, organizador. Fundamentos de odontologia: Bioética e ética profissional. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2007.
  • Ramos DLP, organizador. Bioética, pessoa e vida – Uma abordagem personalista. São Caetano do Sul: Difusão; 2a. Ed. 2017