Historia

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Portugués De Brasil. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

O SDO teve sua origem na Biblioteca da antiga Escola de Pharmácia, Odontologia e Obstetrícia, que foi anexada à Universidade de São Paulo, quando de sua fundação em 1934, com o nome de Faculdade de Farmácia e Odontologia.

A partir de 1962, com o desmembramento das duas Faculdades, a Biblioteca recebeu o nome de Seção de Documentação Odontológica. Por manter recursos técnicos e bibliográficos considerados essenciais dentro da literatura odontológica, estendeu seus serviços às demais bibliotecas brasileiras na especialidade, constituindo-se automaticamente num Centro Nacional de Informação em Odontologia.

A partir de 1985, passou a designar-se Serviço de Documentação Odontológica. Em 1990, por Convênio BIREME/USP, passou a ser Centro Cooperante a nível nacional na área de Ciências da Saúde da “Rede Latino-Americana e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde/BIREME/OPAS/OMS”.

Em razão de apoio financeiro (a partir de projeto aprovado em 1991) da W. K. Kellogg Foundation, o S.D.O. incrementou suas atividades (principalmente em relação à automação dos serviços de infra-estrutura e de intercâmbio com as bibliotecas de Odontologia do país), para garantir atendimento mais ágil e constante aos pesquisadores da área de Ciências da Saúde Oral.

Para tanto, tornou-se em 1992, Centro Coordenador da “Sub-Rede Nacional de Informação na Área de Ciências da Saúde Oral”, composto por 20 bibliotecas de Odontologia do país, aperfeiçoando a publicação da “Bibliografia Brasileira de Odontologia”, editada desde 1970 e colaborando com a Base de Dados LILACS/BIREME. Coopera, ainda, com o Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS e com o Catálogo Coletivo Nacional de Periódicos/IBICT. (KRZYZANOWSKI, 1994).

Como atividades desenvolvidas para o atendimento ao cliente destacam-se, principalmente:

  • empréstimo e consulta
  • assistência ao usuário
  • realização de levantamentos bibliográficos automatizados
  • normalização de referências bibliográficas e trabalhos científicos
  • empréstimo domiciliar e entre bibliotecas
  • reprodução de documentos
  • comutação bibliográfica
  • memória científica do corpo docente
  • empréstimo de equipamentos áudio-visuais para a comunidade FOUSP
  • aulas teórica-práticas de metodologia da pesquisa científica
  • treinamento formal de acesso às bases de dados
  • editoração eletrônica para a impressão de trabalhos científicos
  • serviços gráficos para a comunidade FOUSP (impressão, encadernação, etc)
  • oficina de conservação
  • preservação e restauração de material bibliográfico
Ir al contenido